To read any post in English, click on Read more.

In other words...

Tuesday, 18 February 2014

Rotinas / Routines


Sou uma pessoa de rotinas. Gosto, aliás, preciso de saber com o que contar no dia a dia e na vida. Planeio as minhas semanas, os meus meses, os meus anos e o meu futuro com uma antecedência louca e é por isso que me é confortável saber o que vou fazer e a que horas. Quando perco o autocarro e atraso a minha hora de entrada, começo mal o dia, o que só é compensado pelo meu café a meio da manhã com as pessoas do costume, por volta da mesma hora. À tarde gosto de ter mais uns minutos de conversa e risos, tal como quando logo depois de chegar a casa o meu telefone toca e sei que é a minha irmã a pedir conversa.
São rotinas que, de uma maneira ou de outra, se foram instalando na minha vida e que nada têm de conotação negativa. Pelo contrário, anseio por elas e quando elas chegam, sorrio com o conforto da habituação.

I'm a routine lover. I like, in fact, I need to know how my day and my life will be like. So, I plan my weeks, my months, my years and my future well in advance and that's why it is so comfortable for me to know what will I do and when will I do it. When I lose the bus and arrive to work later, I feel like my day is starting in the wrong way, which is only put back in order with my usual mid-morning coffe, always with the same people, around the same time. In the afternoon I like to have a little bit more of conversation and laughs, just as when I arrive home, hear my phone ringing and know right away that it is my sister asking for some chit-chat.
These are all routines that, somehow, are setup in my life and have zero negative sense. Actually, I long for them and, when they arrive, I smile with how comfortable habitudes can be.

2 comments:

Carla said...

E com as piadas aqui da yours trully

*C*inderela said...

As rotinas nem sempre são más, elas dão estabilidade, sabemos com o que contar :)

Bj*