To read any post in English, click on Read more.

In other words...

Monday, 3 September 2012

Eu disse que voltava

Se no ano passado passei um mês a cirandar por entre cidades e desertos norte-americanos, este ano (a crise, o casamento... vocês sabem) decidi passar três semanas intensivas a estudar Espanha: Cáceres, Sevilha, Córdova, Jávea, Valência, Madrid e Toledo. Eu já era uma apaixonada acérrima da nossa pequena península, pelo que a ideia me pareceu encantadora, para além de que havia algumas cidades, como Sevilha, que nunca tivera o prazer de visitar.
Entrada de Cáceres
Entrei e saí de museus, mesquitas, catedrais, alcázares e igrejas, atravessei pontes, perdi-me por ruelas não assinaladas no mapa, descansei em cafés pitorescos e torrei dez dias ao sol em frente a um mar límpido (tirando no dia em que uma criança porcalhota decidiu que a água salgada pública era o sítio ideal para defecar) e constatei com toda a certeza o que concluíra no ano passado: não desfazendo a beleza de algumas das paisagens americanas, as cidades europeias dão quinze a zero às deles. Sem ser preciso avaliar muito.
A cereja no topo do bolo foi que andava há anos a querer ir a Sevilha. Não havia grandes razões para isso: simplesmente queria, tal como ainda quero ir a Florença e a Génova e tal como quis ir a Copenhaga. Talvez o som dos nomes ajude, aliado à ideia que faço dessas cidades pelo que fui vendo em fotografias. A verdade é que toda a gente me dizia que não valia a pena, que Sevilha era uma cidade horrível, sem piada. Barcelona é muito mais giro.

Alcázar de Sevilla

Sevilla

Pois, claro. A seguir a Paris, nunca estive numa cidade tão bonita, tão encantadora, tão perfeitamente construída para todos os gostos. Os edifícios estão numa harmonia exata com as ruas, as praças enormes e com jardins conferem um ambiente romântico à cidade e embora o calor fosse um tudo-nada excessivo, tenho a certeza de que podia viver ali sem qualquer dificuldade.
E sabem que mais? Se pudesse escolher um outro país vizinho, escolhia os espanhóis.
Adiós, Sevilla

5 comments:

Vespinha said...

Welcome back!

Jude said...

Que férias maravilhosas! :) E Sevilha parece-me muito bem!

Pics said...

Obrigada, Vespinha!

Jude, foram, sim. Mudava-me para lá sem pensar duas vezes.

*C*inderela said...

Os espanhóis têm monumentos fabulosos, fico de queixo caido. Com o tempo também quero ir conhecendo melhor o nosso pais vizinho.
Aposto que foram umas óptimas férias à mesma!

Bjokas

Mary said...

Só estive uma tarde em Sevilha, mas adorei! Subi ao alto da torre da catedral e consegui visualizar toda a sua espacialidade. Os grandes e antigos edifícios que se deixavam rasgar por refrescantes pátios interiores, as cores quentes e fortes... Adorei!