To read any post in English, click on Read more.

In other words...

Friday, 20 April 2012

Uma relação muito trabalhosa


O meu cabelo é como a minha filha difícil. O meu plano de vida para ele era que fosse liso, escorrido, obediente e fácil de tratar. Resultou no oposto: encaracolado, com trejeitos e vida próprios e bastante trabalhoso.
Portanto, passei grande parte da minha vida à procura do melhor champô para ele, mas fui-me desiludindo sempre: uns prometiam hidratar-lhe as pontas e secar a raiz, faziam exatamente o oposto; outros propunham-se a aclará-lo, mas eu nunca notava diferenças; outros ainda tinham um cheiro enjoativo; alguns, e não eram poucos, custavam mais do que me apetecia pagar.
Um dia, já há alguns anos, quando estava na saga das compras de mobília para a casa, reparei que o Ikea tem uma secção de produtos de higiene. Calhou mesmo bem, uma vez que tinha deixado o meu stock caseiro acabar. Comprei um champô e um amaciador que não prometiam nada, cheiravam divinamente bem e vinham numas embalagens de meio litro por um preço mínimo.
O melhor foi depois de os ter experimentado e verificado que ambos cumpriam perfeitamente as suas funções de me deixar o cabelo bem lavado, macio e a cheirar otimamente.
Desde aí entro um bocadinho em desespero quando vejo o meu armazenamento quase no fim e acho que não tenho tempo de voltar ao Ikea (fica um bocadinho fora de mão para ir assim de um momento para o outro), mas acaba por correr tudo bem.
A verdade é que nunca gostei tanto do meu cabelo como agora. Já não somos apenas corpo e cabelo... somos quase melhores amigos.

7 comments:

*C*inderela said...

não que o IKEA tinha uma secção de produtos de higiene, só lá fui uma vez! Se é bom e barato ainda bem, infelizmente comigo só tenho encontrado produtos bons mas carotes para as alturas em que ele anda mais rebelde :S

Bjokas

Catarina said...

Desconhecia a qualidade dos produtos de higiene do Ikea. Que giro! Sera que funcionam comigo? Eu ando a usar dos brasileiros com umas gotas de vitamina A que comprei a parte. Tambem nunca esteve tao bem!

S* said...

O meu anda arisco... gostava dele mais liso e brilhante.

Pics said...

*C*inderela, é um cantinho não muito grande, que inclui champôs, geis de banho, esfoliantes, cremes, esponjas, chinelos, roupões e guarda-chuvas.

Catarina, comigo funciona muito bem. Não sei se contigo também, mas se os brasileiros andam a trabalhar bem, deixa-os ;)

S*, é culpa da chuva. Tem a mania de meter-se onde não é chamada. Nem o melhor champô do mundo consegue ganhar-lhe.

M. said...

desconhecia tamanho achado!
tenho de ir lá dar uma espreitadela.
beijinhos sweetie**

Cosmos said...

Dá Deus nozes a quem não tem dentes...
Queres tu PERDER aquilo que a maioria deseja alcançar?

Se o problema é não ser liso, ainda melhor! Fazes um dos muito alisamentos que existem no mercado. Nutrem a raíz do cabelo e o deixam brilhante, sedoso, saudável e lisinho durante meses! Mesmo com muita lavagem.

O meu durante anos foi parecido com o da imagem, mas depois de uma doença deixou de ser tal e qual. Só depois de perder o que tinha é que lembrei da quantidade de elogios e declarações de inveja que escutei ao longo dos anos, que me passavam ao lado porque, tal como tu, não sabia a raridade que tinha. Ainda sou capaz de receber elogios mas estranho-os muito, porque desconhecem aquilo que o cabelo foi e a preocupação que hoje me assola. Por isso, aproveita enquanto dura! Já não se vai para a cova velhinha e com um cabelo de causar inveja.

Pics said...

Tens toda a razão, Cosmos. A verdade é que tenho de admitir que neste ano tenho adorado o meu cabelo. Não significa que não dê muito trabalho, que dá imenso, mas tem sido menos rebelde, provavelmente por estar tão comprido e pesado.
Quanto à tua história, tenho muita pena que tenhas tido um problema de saúde e que ainda por cima te tenha deixado uma sequela no teu cabelo, que é algo com que a maioria das mulheres tem uma relação especial.