To read any post in English, click on Read more.

In other words...

Friday, 23 March 2012

Orientação vocacional: enfermeira (parte III)


Não gosto muito de hospitais, embora também não seja daquelas que entra em pânico de cada vez que tem de pôr os pés dentro dum, mas não tenho dúvidas de que os hospitais privados têm melhor aspeto do que alguns dos públicos, especialmente quando os primeiros são, em média, mais recentes do que os últimos. Logo, tornam-se menos deprimentes.
O quarto em que o meu namorado tem estado é muito agradável e o pessoal que o atende, até agora, é super atencioso, imensamente simpático e muito paciente comigo, que sou chata até ao limite a fazer todas as perguntas e mais alguma em relação a tudo o que se passa à volta dele.
Ainda assim, com todos os pontos positivos, esta estadia no hospital, como qualquer outra, não é nada agradável e estávamos muito melhor em casa os dois, a fazer a nossa vidinha. Por isso, a única coisa realmente boa em cada dia é um chocolate quente tirado da máquina, bebido ao lado dele.

2 comments:

Catarina said...

Ha hospitais privados que chegam a rivalizar com os melhores hoteis! Espero que ele esteja confortavel e que melhore bem rapido. Desculpa a falta de acentos, mas estou a escrever num teclado que nao e meu e esta com definicoes americanas...
Bahh

Beijinho*

Pics said...

Sim, é verdade. Quando eu fui operada tive um quarto de luxo, só para mim e para ele, mas foi só uma noite.
Agora ele vai tendo companhias, porque o quarto é de dois, mas ainda assim é agradável.
Obrigada, a coisa parece que está a evoluir :)