To read any post in English, click on Read more.

In other words...

Thursday, 22 March 2012

Orientação vocacional: enfermeira (parte II)

Ao fim de quase duas semanas cansei-me de ser enfermeira e de não ver o meu paciente favorito a melhorar, pelo que o levei ontem às urgências, onde foi visto durante oito horas por médicos de clínica geral, de medicina interna, de radiologia e de cirurgia. Finalmente lá lhe descobriram, mais ou menos, o que se passava e começaram o tratamento, enquanto eu cá fora só não roía as unhas porque não consigo.
Ontem dormi na cama ao lado da dele, mas hoje tive de deixá-lo lá sozinho, cheio de recados para me telefonar a meio da noite se fosse preciso, mas não sem antes chamar os enfermeiros (embora até more perto do hospital, eles chegam lá mais rápido... e, verdade seja dita, eu não ia saber o que fazer). Durante os próximos dez dias vou passar os meus dias ao lado dele e as noites em casa, sem ele, como detesto.
A verdade é que dava qualquer coisa para ser eu deitada naquela cama e com as dores dele, mas como não posso, limito-me a perguntar-lhe de minuto a minuto se está bem e o que posso fazer por ele.

6 comments:

Jude said...

Querida Pics, espero que ele melhore rapidamente e possas finalmente aproveitar um bocadinho de sossego ao lado dele!:) Entretanto, estes momentos mais complicados só servem para reforçar ainda mais os sentimentos!

Pics said...

Obrigada, Jude :) Também espero que ele saia de lá o mais cedo possível, mas já sei que ainda vai demorar algum tempo.
Eu não precisava de momentos destes para me deixar (e a ele) saber o que sinto por ele...

Amélie said...

Rápidas melhoras para o teu namorado, Pics. Quanto a ti, vê se descansas, pelo menos o corpo, enquanto ele está no hospital. Aproveita para olhar por ti, enquanto ele está bem entregue ;)

**

Isa E. said...

Eu espero que ele fique logo bom...
Essas coisas que acontecem às vezes parecem nos tirar do eixo, mas são apenas uma fase. Logo ele estará de volta, e bem forte!
:)

Catarina said...

Oh, nao sabia que estava assim tao mal... As melhoras! E vai dando updates. Vai ficar tudo bem. Beijinhos grandes.

Pics said...

Amélie, obrigada! Cuidar de mim propriamente não está fácil, porque passo as minhas horas acordadas deitada na cama dele, já que ele tem de estar no cadeirão. Mas fico lá a ler e as horas passam mesmo rápido.

Isa E., espero mesmo que sim. Está a ser um bocado cansativo para os dois...

Catarina, nem eu... nem ele, nem os médicos que o foram vendo. Mas agora está bem encaminhado. Mais uma semana e volta para casa :)