To read any post in English, click on Read more.

In other words...

Tuesday, 6 December 2011

Perto do horizonte

Assim de repente fazem-se planos, estabelecem-se novos objetivos e tudo o que incomoda parece insignificante, quase tão invisível que não vale a pena lembrarmo-nos de que há alguma coisa que tem de mudar.
Gosto de olhar em frente e ver qualquer coisa, embora nada tenha as linhas exatamente definidas. Ainda.

2 comments:

Mary said...

Gostei! Continua a olhar em frente :)

Petit pain said...

:) Às vezes custa, parece que há um complô para as coisas não correrem como eu queria.